Dia Internacional da Mulher

Dia Internacional da Mulher

O Dia Internacional da Mulher é uma data comemorada para homenagear trabalhadoras de uma fábrica têxtil de Nova Iorque, que foram queimadas dentro da fábrica por autoridades enquanto protestavam por melhores condições de trabalho, em 8 de março de 1857. A data passou a ser comemorada 54 anos depois, em 1911, e desde então simboliza o dia internacional da luta das mulheres por melhores condições de vida, de trabalho e etc. 

De 1911 pra cá muita coisa mudou no mundo, as mulheres conquistaram muitos direitos, como o direito ao voto, à educação, a pílula anticoncepcional e ao divórcio. Mas é inegável que a luta das mulheres ainda está longe do fim. A liberdade de ocupar qualquer espaço sozinha, de usar qualquer roupa, o salário igual ao de homens ocupando o mesmo cargo e o direito ao aborto legalizado são alguns direitos que ainda não foram conquistados. 

A cada quatro minutos uma mulher sofre algum tipo de violência no Brasil, isso coloca o nosso país como o quinto que mais mata mulheres em todo o mundo. Além disso, dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam as mulheres com idade entre 25 e 49 anos recebem 79,5% do que homens da mesma faixa etária. Cotidianamente, as mulheres convivem com insegurança e com salários desiguais por isso acompanhamos um crescimento da presença feminina na vida pública, como mostra o gráfico:

Outro avanço que acompanhamos também se refere à escolaridade das mulheres que supera a dos homens, sendo que elas são a maioria nas universidades do país e representam a maioria da população com ensino superior completo. 

Esses dados mostram que ainda há muito para se conquistar mas que é importante comemorar o que já foi conquistado e todos os benefícios que a luta das mulheres gera na nossa sociedade. Em particular o crescimento da presença das mulheres em espaços antes majoritariamente masculinos, como no setor administrativo.

Mulheres no mercado de trabalho

Uma das principais lutas das mulheres era o direito ao trabalho e a salários justos. A inserção da mulher no mercado de trabalho é uma conquista tão grande que foi responsável por mudar diversas estruturas sociais antes vigentes. No Brasil, 42% da população economicamente ativa é feminina, isso representa 33,18 milhões de mulheres. A presença feminina é tamanha que acompanhamos iniciativas de algumas empresas que buscam a igualdade de gênero entre seus colaboradores, ou seja, pretendem ter 50% composta por homens e  50% da empresa composta por mulheres, além de incentivar o desempenho dessas e sua ascensão a cargos de liderança.

Esse tipo de iniciativa não é apenas para que haja mais diversidade dentro de estabelecimentos, ela resulta em mais fatores positivos. Segundo a pesquisa mais recente da Organização Internacional do Trabalho (OIT) empresas que possuem programas de diversidade apresentam crescimento de 10% a 15% em sua receita. Essa pesquisa também aponta que neste tipo de empresas há mais mulheres ocupando cargos de liderança e maior retenção de colaboradores. 

Essa mesma pesquisa entrevistou 451 empresas brasileiras e 71% delas afirmou iniciativas de diversidade e igualdade de gênero aumentaram resultados financeiros. Sendo que em 29% dessas empresas o lucro aumentou entre 10% e 15% e em 26% aumentou entre 5% e 10%. A existência de mais mulheres nesses espaços mostra que eles se tornam mais diversos, criativos, tolerantes e por causa disso mais produtivos financeiramente.

Empreendedorismo feminino

Além do destaque trabalhando em empresas, as brasileiras também vem se destacando como empreendedoras. O Brasil tem cerca de 52 milhões de empreendedores, sendo 24 milhões destes mulheres. 79% delas possuem ensino superior completo, o que indica um nível de escolaridade 16% superior ao masculino. 

Esses dados são da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor, conduzida pelo Sebrae, 75% dessas mulheres são mães, 55% delas investem sozinhas e 68% trabalham em casa. Em meio a essas condições que para alguns poderiam representar dificuldades 33% dessas empreendedoras fatura a 10 mil reais por mês, valor alto em comparação a média do país

Essa pesquisa mostra como o trabalho feminino é expressivo no cenário econômico nacional. E indica também a resiliência dessas mulheres que empreendem independente da maternidade e mesmo sem ajuda financeira. 

Dia Internacional da Mulher na MOBILI

Na MOBILI comemoramos a data do Dia Internacional da Mulher com cada uma de nossas colaboradoras, valorizando a luta individual de cada uma delas e estimulando seu desenvolvimento pessoal e profissional. Isso não é feito apenas nessa data, mas cotidianamente, temos um ambiente diverso, criativo e colaborativo, onde 38% dos colaboradores é mulher. Uma associação que preza pelo respeito e pela equidade de gêneros e por isso se engaja em prol da luta das mulheres por direitos iguais. 

Desejamos a todas as mulheres um feliz Dia Internacional da Mulher!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat